Viminas Responde

Viminas Responde

Viminas Responde

ESCADAS DE VIDRO

As escadas de vidro são muito seguras, além de lindíssimas! Para isso, elas precisam ser feitas com o vidro ideal, sendo laminado temperado Viminas, com espessura e quantidade calculadas conforme as necessidades do seu projeto. Além da indicação correta do seu vidro Viminas, é fundamental contar com estrutura de qualidade e correta instalação. Encontre Viminas nas melhores vidraçarias.
Sim, desde que seja usado o vidro laminado temperado Viminas, em que utilizamos uma película PVB especial, bem mais reforçada que a tradicional, podendo ser 100 vezes mais rígida, com uma função estrutural, que garante que o degrau permaneça intacto e inviolável. Salientamos ainda, que por se tratar de um vidro laminado, se quebrar, os cacos ficarão colados ao PVB, evitando riscos de acidentes e proporcionando tempo suficiente para providenciar a substituição. Mas a estrutura da escada também precisa estar firme e, por isso, é necessário e imprescindível contar com uma vidraçaria especializada para instalação, tal como materiais resistentes e seguros.
Para escada de vidro, deve ser usado vidro laminado temperado Viminas, com espessura e quantidade calculadas conforme o projeto, respeitando a norma NBR 7199 – Vidros na construção civil.
Este tipo de escada necessita de uma atenção especial, apesar de muito segura a construção da escada de vidro, tem que ser realizada por uma equipe qualificada, seguindo as normas técnicas e atentando ao cálculo estrutural. Os materiais mais utilizados para a fixação dos degraus são o aço inox, alumínio, madeira, PVC, botons, ferragens especiais e vários outros.
Sim, a manutenção é necessária a cada 12 meses, a vidraçaria especializada precisa diagnosticar toda a estrutura, para garantir que os acessórios e ferragens estejam firmes e os vidros bem instalados. Lembramos que o vidro não sofre desgaste ao longo dos anos, porém já os materiais utilizados para a sua fixação certamente sofrerão alterações ao longo do tempo, podendo se soltar e provocar a quebra do vidro.
Por se tratar de um vidro laminado, entre os vidros temos o Polivinil butiral (PVB), que necessita de pequenos cuidados especiais na limpeza. Não podemos utilizar produtos ácidos ou básicos, para não provocar reação química, ao entrar em contato com o PVB. Devemos usar apenas produtos de limpeza neutros, que vão garantir a beleza e a transparência dos seus vidros, sem agredi-los

PISCINAS DE VIDRO

O vidro ideal para visores de piscina se assemelha muito ao vidro blindado, por ser multilaminado. O importante é dar maior resistência, por envolver bastante peso proveniente de um grande volume de água. O vidro ideal é o laminado temperado Viminas, sendo o mais resistente vidro de segurança, duplamente transformado pelo processo de têmpera e depois por laminação, adquire a maior resistência dos temperados e a inviolabilidade dos laminados. Mas, para definir a espessura, quantidade de vidros, a composição e tipo ideal de PVB, precisa ser calculado conforme o projeto, o volume d'água, dimensões e outros. Além disso, é fundamental contar com a instalação de uma vidraçaria especializada neste tipo de instalação.
O vidro ideal para divisória entre sauna e piscina é o laminado temperado Viminas. Isso porque reúne os benefícios do vidro temperado, como a alta resistência a impactos e mudança térmica, com as vantagens da inviolabilidade do vidro laminado, que contém a película PVB e, caso venha a quebrar por algum motivo, mantém as partículas de vidro unidas, sem sujar a piscina ou causar acidentes aos usuários. O laminado temperado Viminas é um vidro duplamente de segurança. O único cuidado é o de proteger a borda que ficar dentro da água, com uma capa de aço inox, para evitar o contato dos produtos químicos, como o cloro, com a película de PVB dos vidros, além de ajudar o usuário do espaço a identificar o limite do vidro.

JANELAS

Para janela, a espessura do vidro é definida conforme projeto e estrutura, porque depende diretamente das suas dimensões e de seu tipo de instalação. Pode ser utilizado até mesmo o vidro comum, desde que seja todo encaixilhado e em posição acima de 1,10 m do piso, por exigência da norma NBR 7199 – vidros para a construção civil. Para maior segurança, o ideal é que seja em vidro temperado Viminas, que possui resistência mecânica e térmica, ou se quiser caprichar ainda mais na segurança e conforto acústico, o vidro laminado Viminas é uma excelente opção.
A Viminas trabalha com vidros de proteção solar que ajudam no controle de entrada de calor e luz, além de conceder mais privacidade ao ambiente. Na versão laminada, devido ao PVB, há a proteção de até 99,6% contra os raios UV. Há várias cores de vidros de proteção solar e, conforme cor e composição, há um percentual específico de entrada de luz e de calor. Na versão refletiva, além de todos os benefícios do vidro de proteção solar, a estética do ambiente é bastante valorizada.
Escolher os vidros ideais, conforme a necessidade acústica, térmica e de segurança, além dos caixilhos mais indicados, tudo seguindo as recomendações das normas técnicas NBR 7199 – Vidros para a construção civil e NBR 10821 – Esquadrias para edificações
O vidro não se desgasta ou deteriora com o passar dos anos, porém, os materiais utilizados para a sua instalação sofrem danos ao longo do tempo, portanto é necessária uma manutenção anual, apenas para verificar se as estruturas de fixação dos vidros estão em perfeita condição de uso.

ESPELHOS

De acordo com as dimensões, altura e largura, dos espelhos é que vamos calcular a espessura ideal, para cada aplicação. Esta espessura vai determinar o seu peso, que por sua vez é uma informação muito importante na hora da instalação. O tipo de fixação escolhida para o espelho, se química, através de colas, ou mecânica através de ferragens ou acessórios, está diretamente relacionada ao peso deste espelho, e quem vai fornecer as informações de quanto cada material suporta de peso é o fabricante do acessório ou cola.
A fixação de espelho deve ser realizada por uma vidraçaria especializada. Alguns cuidados são essenciais e estão todos descritos na NBR 15198 - Espelhos, beneficiamento e instalação. Como, por exemplo, o uso da cola “Fixa Espelho”, intercalada com fita dupla face específica de forte fixação (como a 3M, por exemplo), sempre na vertical, para não reter água ou umidade atrás, deixando uma distância obrigatória da parede ou substrato de 3 mm, para circulação do ar. Além disso, é fundamental que a vidraçaria passe um “Protetor de Borda” em todas as laterais do espelho, para vedar a entrada de líquidos pelas bordas, garantindo a qualidade do mesmo. Vale ressaltar que as colas com solvente retiram a tinta de proteção dos espelhos, deixando-os expostos a oxidação, provocando as manchas pretas danificando-o definitivamente, por isso, um profissional especializado deve ser consultado.
Para a manutenção devemos tomar os devidos cuidados, para não utilizar água diretamente no espelho, ou materiais de limpeza inadequados, tais como: veja multiuso, vidrex, e outros ácidos ou básicos. Porque causam oxidação, manchas pretas, principalmente ao penetrar nas bordas dos espelhos.
Não se pode fazer a manutenção e limpeza dos espelhos da mesma forma que se faz em vidros, pisos ou azulejos. Confira abaixo a forma de limpeza e manutenção mais apropriada, que prolongará a vida útil dos espelhos.
  1. Nunca usar produtos ácidos ou alcalinos para a limpeza do espelho. A maior parte dos produtos usados para limpar vidros e azulejos pode atacar a superfície, as bordas e até a tinta protetora do espelho. Produtos com amoníaco, presente na maioria dos produtos de limpeza, são extremamente danosos ao espelho.
  2. Não utilizar produtos abrasivos (lixa, palha de aço, esponjas ásperas, sapólio, etc.) ou esponjas abrasivas em qualquer superfície do espelho.
  3. Iniciar a limpeza do espelho com espanador para retirar a poeira depositada na superfície.
  4. Limpar o espelho com pano, macio e limpo, umedecido em água morna. Este é o procedimento mais simples e seguro, tendo o cuidado de sempre secar as bordas do mesmo.
  5. Um pano limpo e macio embebido em álcool também pode ser utilizado, passando um pano macio e seco em seguida para retirar possíveis manchas de secagem. Sempre aplique o produto no pano e o pano no espelho. Nunca borrife liquido diretamente no espelho.
  6. Se o espelho for instalado em banheiros, ao lavar as paredes, nunca jogue água ou produtos químicos de limpeza que possam escorrer por detrás do espelho ou mesmo em suas bordas.
  7. Na hora da instalação exija o uso do “Protetor de Bordas”, ele é a única proteção que não vai permitir a entrada de líquidos, pelas bordas do espelho.
  8. Caso haja bordas de espelho justapostas, certifique-se que nenhum resíduo de produto de limpeza fique incrustado entre elas. Para secagem total entre as bordas utilize jato de ar proveniente de um ventilador ou um secador de cabelos sem aquecimento.
  9. Um ambiente ventilado inibe a condensação de umidade, que pode ser corrosiva e prejudicial à conservação dos espelhos. Principalmente em saunas, banheiros, piscinas aquecidas ou outros ambientes onde a exaustão natural de vapores de água e de amônia não é possível naturalmente, recomenda-se a instalação de exaustão forçada.

BOXES DE BANHEIROS

O vidro ideal para box é o temperado Viminas, que possui alta resistência, sendo até cinco vezes mais forte que o vidro comum, e garante mais segurança aos usuários. Além disso, é o vidro indicado pela Norma Técnica NBR 14.207. A espessura mínima é 6mm, mas depende do projeto e estrutura.
Utilize vidros de segurança, o mais indicado é o Vidro Temperado Viminas, que possui selo de qualidade INMETRO. Atenção na espessura do vidro, indicamos 6, 8 ou 10 mm, de acordo com as dimensões. Exija a logomarca do fabricante, no fixo e na porta, ela é a prova que o vidro passou pela têmpera. Não pode haver contato do vidro com: outro vidro, alumínio, alvenaria, parafusos ou piso. Se o vidro estiver lascado, providencie a troca.
Para garantir a instalação correta e segura do box Viminas e a manutenção anual do mesmo, procure uma vidraçaria especializada. Verifique se a capa superior está bem fixada, se foi arrebitada. Se notar algum amassado nos perfis de alumínio da porta, chame uma vidraçaria, para dar manutenção imediata. Verifique se a porta está abrindo e fechando com facilidade. No boxe de correr, a guia da porta fixada no perfil inferior tem que estar no lugar. Da mesma maneira o batedor superior e inferior tem que estar no lugar, para evitar que a porta passe do limite. Dentro do perfil da porta, tem que ter pelo menos 2 proteções de borracha, para o vidro não encostar no alumínio. Evite pendurar toalha no trilho superior, atrapalhando o rodízio das roldanas. Desatarraxe o puxador, tem que ter uma arruela de proteção, entre o furo no vidro e o parafuso. O puxador da porta não pode encostar no vidro fixo. Se as roldanas estiverem travadas, é sinal que o rolamento travou, peça para trocar imediatamente.
Segundo a NBR 14.207 é necessário realizar a manutenção do box a cada 12 meses, por um profissional especializado de sua confiança. Os vidros não sofrem modificações em sua estrutura ao longo do tempo, mas as roldanas e acessórios utilizados para instalação sofrem desgaste e devem ser avaliados anualmente, garantindo sua segurança, não permitindo que o vidro quebre, apontando que algo está errado.
Com relação às manchas encontradas nos vidros são causadas pela simples permanência de gotas de “água dura” após o banho. As águas em determinadas regiões contêm cloro, calcário e outros resíduos como os sais minerais, é a chamada “água dura”, que adere à superfície do vidro, causando manchas. Ainda existem as gorduras e óleos, que saem de nossos corpos durante o banho e grudam no vidro. Outra constatação é a presença de substâncias alcalinas, que alteram o pH da água ou da umidade do ar, em contato com a superfície do vidro. Alguns materiais de limpeza, tipo detergentes, sabonetes e xampus, são ricos em substâncias alcalinas e numa atmosfera saturada de umidade, como é o caso dos banheiros, são condições favoráveis para o processo de manchas.
Para conservar a beleza do boxe, mantenha-o sempre limpo e seco, seguindo as instruções abaixo: - Use somente água, sabão ou detergente neutros e produtos específicos para limpeza de vidro; - A permanência de gotas de água, após o banho, provocam manchas d'água, remova-as com um pano seco, que não solte fiapos, para secá-las. - Não use facas ou objetos pontiagudos para retirar etiquetas; - Não use material abrasivo, como lixa, palha de aço (tipo Bombril), bucha áspera e outros produtos afins.

DÚVIDAS GERAIS

A Viminas possui uma ampla variedade de vidros e cada um deles possui seu próprio maquinário e processos definidos para transformação.
Os vidros Temperado e Laminado Viminas são classificados como vidros de segurança. A diferença entre eles é que o vidro temperado é monolítico e passa por um processo de produção que o deixa até cinco vezes mais resistente que o vidro comum, de forma mecânica e térmica. Ainda assim, em caso de quebra, os cacos são bem pequenos e arredondados, evitando risco de acidente. Já o vidro laminado Viminas é feito em uma linha automatizada de produção em que 2 ou mais peças de vidro são unidas por uma película Polivinil butiral (PVB), que torna o material inviolável. Além disso, o PVB garante até 99,6% de proteção contra os raios UV, protegendo as pessoas e os móveis da casa e proporciona maior conforto acústico. Em caso de quebra, as partículas de vidro laminado ficam presas ao PVB, evitando acidente.

Location

Rua José Ramos de Oliveira, 210 - N. Srª. da Penha Vila Velha/ES
Av.Felipe Uebe - 66/72, Parque Califórnia Campos dos Goytacazes - RJ
Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 1609 Patrocínio - BH - MG
Rua Presidente Getúlio Vargas, nº 155, Quadra 02, lote 03, Distrito Industrial, Eunápolis-BA
Av: Talma Rodrigues Ribeiro - 1987 Civit II - Serra - ES
resultate